06/08/2009

"Um reality show bem diferente!"


Com todas as fórmulas de realitys shows já batidas como vemos hoje em dia, já imaginou participar de um reality onde você disputa uma mulher com 16 outros caras? Sim, e o que isso tem de novo? Bem, até aí nada de estranho... Mas se esta disputa inclui também outras 16 mulheres loucas para ficar com ela?

Esta foi a premissa lançada por A Shot at Love e fez um tremendo sucesso na tv gringa. O reality Show chegou até mesmo a ter uma de suas temporadas exibidas aqui no Brasil, na tv aberta, graças à MTV Brasil e inovou ao misturar os formatos já conhecidos de outros realitys.

Mesclando a explosiva mistura entre hormônios femininos e masculinos na briga para ver quem fica com uma mulher, A Shot at love (ou Uma chance para o amor) colocou frente a frente 16 homens e 16 mulheres (lésbicas) para disputar a boazuda Tila Tequila (bem conhecida no exterior por conta do My Space).

Vietnamita, bissexual, modelo, cantora e principalmente dotada de uma beleza exótica, Tila foi o “prêmio” das duas primeiras edições do reality, onde no inicio eram eliminados 4 concorrentes por programa, sendo 2 de cada sexo.

O propósito final era passar pelas provas ditadas por Tila e consequentemente conseguir um tempo a sós com a gata. O que rolavam nesses momentos? A cena mais quente de um Big Brother perderia feio para A Shot at love.

O clima de competição entre homens e mulheres “brigando” por uma outra mulher chegava a ser bizarro por diversas vezes e Tila, que “jogava nos dois times” acabou “dando uns pegas” em boa parte dos participantes do reality... O “interessante” é que apesar da convivência entre héteros e homossexuais na mesma casa, os caras (logicamente) nunca iriam reclamar de outras 16 gatas dividindo o mesmo ambiente, por mais que elas gostassem da mesma fruta que eles...

Apesar das críticas, de ser taxado por imoral e acusado de fazer apologia ao bissexualismo, A shot at love alcançou uma ótima audiência lá fora e dias após o termino da primeira edição, a segunda já era anunciada.

No fim das contas, tudo foi uma simples guerra por audiência (como sempre). Tila e seu escolhido (sim, ela escolheu um cara) no fim da primeira versão nunca chegaram a se encontrar depois do término do reality e as tentativas do ganhador de entrar em contato foram repelidas pela acessória de Tila...

Pelo menos A Shot at love foi garantia certa de sacanagem… durante o programa e principalmente depois que acabou… Quer exemplo maior de sacanagem do que ganhar e não “levar” o prêmio?

Posts relacionados (ou não):

A religião dos super heróis
Susto FDP
Links +18
Coisas bizarras que procuram no google

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

3 comentários:

exoticlic.com disse...

oh loko que maluquice

Anderson Lopes disse...

Esqueceu de comentar que a segunda edição foi ainda melhor A double shot of love foi com as gêmes Vick e Nick, boazudas e bissexuais.
No final foi outra sacanagem: Vick ficou com um homem e uma mulher e Nick chuopando o dedo.

cambalacho.com disse...

Puta sacanagem! Ótimo post!

Postar um comentário

Comentários do tipo
"legal o post" ou "seu blog é otimo"
serão recusados.
Criatividade é uma boa virtude,
use-a!

 
Powered by hospedagem ilimitada criar site gratis