12/12/2008

"Clichê, o parceiro inseparável de um filme!"

Clichês estão presentes em praticamente todos os filmes (ou exatamente todos eles). São amigos intimos dos diretores, produtores e atores e são considerados por muitos como grande parte da essência do sucesso de um filme. Alguns já foram imortalizados pelo cinema, outros são motivo de piadas, mas o que importa mesmo é que o "Sr. Clichê" já escreveu seu nome na calçada da fama. Abaixo, estão listados alguns dos mais usados...

Um homem não mostra dor quando é brutalmente espancado, apunhalado, castrado e fuzilado mas fica cheio de manha quando uma mulher encosta uma simples gaze em suas feridas.

Ninguém sente sono quando está num casarão assombrado, pelo contrário, fica procurando sarna para se coçar a noite inteira, atrás de ruídos e com o mínimo de roupa possível.

Quem está á espera de um ônibus sempre pega o primeiro que passa ou então os amigos passam exatamente naquela hora e lhe oferecem uma eventual carona.

Num tiroteio, um homem com uma única pistola contra vinte terroristas tem maior probabilidade de matar os vinte do que os vinte têm de matá-lo.

Toda vez que alguém arma uma barraca numa floresta escura à noite e vai se deitar, é incomodado por algum barulho terrivelmente assustador.

Sempre que alguém está para tirar férias com a família, aparece alguma missão inadiável que mais ninguém é capaz de cumprir com perfeição.

Todo Pai, amigo ou esposa mortos são vingados, mesmo que uma rede terrorista do naipe da Al-Qaeda caia diante de um único homem e sua espingarda velha.

Quando chega a hora da porrada, sempre tem uma musica de fundo enquanto o mocinho pega sua mala lotada de armas de ultimo tipo escondida debaixo de algum compartimento secreto, pronto para detonar um grupo terrorista inteiro e suas 10 geração posteriores.

As fugas do mocinho são sempre bem sucedidas, mesmo que esteja mancando e ferido com quinze tiros de fuzil, principalmente se for no final do filme com cinqüenta pessoas atrás dele.

As cenas de maior adrenalina são sempre resolvidas quando o cronometro marca dois ou um segundo para tudo ir pelos ares.

Um detetive sozinho consegue resolver um caso hiper complexo, desde que tenha sido suspenso do serviço, coisa que a policia inteira não conseguirá fazer.

O vilão, por mais puto que esteja, nunca mata o protagonista quando ele está todo amarrado, amordaçado e com as mãos atadas. Apenas, bafeja perto de seu rosto e diz que ele vai morrer lenta e dolorosamente.

Dificilmente falta bala nos revolveres do Steven Seagal protagonista, isto é, quando ele usa um.. pois sempre luta com as mãos contra uma metralhadora. Seu 38 é o único que comporta 50 balas num tambor de 6.

Antes de matar o mocinho, o vilão sempre conta seus planos secretos e maléficos. Como sempre, o carinha do bem nunca morre, salva o mundo baseado nas informações que o bandido forneceu e cata a mocinha no final.

O computador nunca dá pau na hora em que alguém liga para roubar alguns dados que são facilmente encontrados por mais escondidos que estejam. você pode ter acesso a qualquer informação desejada, basta digitar "Acesso de todo os arquivos secretos" em qualquer teclado.

Não importa que Jet Li se esteja em desvantagem numérica numa luta corpo a corpo (e vice-versa). Os inimigos cercam o cara e esperam pacientemente para serem derrubados e vencidos, um de cada vez, sem furar a roda fila.

Posts relacionados (ou não):

Acidente impede ex-bbb de sentar (ui)
Você comeria?
Primeiras reações de Felipe Massa após o acidente
Links +18

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

14 comentários:

Esconderijo disse...

Gostei das descrições dos clichês. Tem cada uma que realmente... Parabéns pela criatividade. Desses todos, destaco: "Um homem não mostra dor quando é brutalmente espancado, apunhalado, castrado e fuzilado mas fica cheio de manha quando uma mulher encosta uma simples gaze em suas feridas."

Um abraço>

http://escondidin.blogspot.com/

Dário Souza disse...

hauahyauahauahau.Ri montes com esse post, o pior que é tudo verdade.esse povo nao tem criatividade vuh

TIAGÃO disse...

ainda sim,passam por desapercebidos em alguns filmes, mas falta mais audacia aos diretores e criatividade

Picolé de Chuchu disse...

Um filme sem um bom clichê não é filme...o mocinho sempre beija a mocinha...o assaino mata 100 pessoas mas o mocinho fodão consegue matá-lo,e por aí vai!!!

http://wwwpicoledechuchu.blogspot.com/


Passa lá!!

Michel Domenech disse...

Cara, muito jóia o texto, me impressionei com a quantidade de clichês que citasse e não vi nenhum idiota, apenas visando a quantidade, todos muito engraçados, tu deve ser muito fã de cinema, um abraço. Ah, e além de selecionar bem, os contasse de uma maneira muito bem escrita e formulada.

Grasi Rocha disse...

Uhuuu, adorei o post. Até porque hoje o Sr Clichê se encontra em todos os luggares, não só em filmes, como novelas, seriados, e etc... Mas eu acho que isso deveria mudar, Estou cansada de assistir as coisas e já saber o final. rsrs

Jééh disse...

poxa realmente.. já esta mais do que na hora de aposenter esse SR CLICHE hem......ou então que venha CLICHES novos né! oapksoaksopapkspoaspkaosk

William disse...

Fato é que o clichê é o que cativa o público... Por mais que a gente brigue, questione e muitas vezes fique com raiva daquele final tão óbvio somos obrigados a concordar que o clichê é o que vende o filme. Fazer o que!

LETÍCIA CASTRO disse...

Olha, todos os clichês que vc mencionou são verdadeiríssimos, agora esse de uma roda ficar esperando que um por um apanhe pra chegar a sua vez sempre me revolta. hehehehe Eu fico o tempo todo dizendo: gente, parte pra cima dele! Mas não adianta, o clichê é sempre protagonista.
Beijos pra vc e te convido a conhecer o Babel, tá bom?
Até!

verossimel disse...

Olá!
passando pra agradecer a visita e o elogio no meu blog e também pra dizer que sou "a cara" e nao "o cara' rsrsrs

todo mundo acha que sou homem
huahauha

bjao

Epifannias disse...

huahuahua

nao esquenta a grande maioria acha isso, mais to seguindo seu blog agora vc ja me conhece estou como Epifannias que tambem é blog meu, da uma passad lá tb, bjao

Tiago Cervo disse...

Me lembrei dos filme do Jackie Chan que tambem tem cenas de porrada, em que os caras podiam se juntar em cima dele mas ficam em volta esperando a hora de apanhar. huashashhahsau

Muito bom.

Abraço
http://ccdodia.blogspot.com/

DAS disse...

Concordo com o William quando diz que o clichê é o que cativa o público... mas tudo tem limite, né?
É muito chato assistir um filme onde, desde o início, já 'sabemos' o que vai acontecer no final!
Pra mim é falta de criatividade e uma forma de subestimar a inteligência de quem assiste e curte...
Fui muito radical? Desculpem, é o que eu acho.

Parabéns pelo post!

Valeu!!

Stella disse...

Faltou:
O mocinho nunca mata o vilão da primeira vez, ele sempre para pra dar uma lição de moral e o vilão escapa.

Postar um comentário

Comentários do tipo
"legal o post" ou "seu blog é otimo"
serão recusados.
Criatividade é uma boa virtude,
use-a!

 
Powered by hospedagem ilimitada criar site gratis